O Centro Mãos na Terra aspira ser uma unidade auto sustentável, que assenta sobre os princípios da sustentabilidade no seu próprio plano de acção, como centro de formação e prestação de serviços.

O Centro Mãos na Terra é:

Ecologicamente correto
Economicamente viável
Socialmente justo
Culturalmente aceite

Ecologicamente correto

O CMT pretende, através das suas ações de formação e construção, consciencializar e disseminar a utilização de materiais ecológicos e locais, assim como de tecnologias e estratégias inovadoras. Pretende também promover a reciclagem de materiais e a reutilização de materiais já existentes na comunidade e sem viabilidade aparente. Pretende-se transmitir à comunidade um modo de fazer, que vai no sentido de preservar o meio ambiente e actuar com responsabilidade para com as gerações futuras.

Economicamente viável

O CMT, enquanto unidade empresarial, obterá receitas através da prestação de serviços profissionais, especializados em construção em terra e a baixo custo, à comunidade em que se insere.
É também nosso objectivo estabelecer parcerias com empresas, de modo a que estas possam apoiar os programas das várias áreas de investigação, formação e de projeto do CMT.
Estamos ainda abertos a estabelecer contacto com as entidades públicas do país, apresentando candidaturas a fundos de apoio e investimento públicos, sempre que as nossas atividades se enquadrem dentro do âmbito dos planos de ação do Estado.

Socialmente justo e culturalmente aceite

O CMT direccionará a sua pesquisa e ação em função das necessidades sociais. Colaborará com a comunidade na procura de soluções que melhorem as suas condições de vida no âmbito da arquitetura e urbanismo. Respeitando as tradições e hábitos de vida, lançando programas de inovação, formação, auto-construção, valorização, revitalização e defesa dos bens culturais.